Última hora

Última hora

"Norma" de Bellini por Cecilia Bartoli

Em leitura:

"Norma" de Bellini por Cecilia Bartoli

Tamanho do texto Aa Aa

Cecilia Bartoli interpreta em Salzburgo, na Áustria, uma versão da ópera “Norma”, de Bellini, mais próxima do original escrito pelo compositor do que as representações feitas no século XX.

“Era difícil mostrar as fraquezas humanas, isso não era permitido. Às vezes, esta mulher era muito fria, talvez. O amor de Pollione não era óbvio. Nesta visão cénica nova e neorrealista, pela primeira vez, Norma também é uma mulher apaixonada. Uma mulher que ama e, por isso, uma mulher frágil. Mostrar a fragilidade de Norma é, seguramente, uma nova visão do papel”, explica a mezzo soprano Cecilia Bartoli.

Um amor impossível para o inimigo. No seu caminho está a rival “Adalgisa”.

Nesta versão, para o Festival de verão de Salzburgo, e pela primeira vez, os dois papéis femininos voltam a ser interpretados como no original, ou seja, Norma como mezzo soprano. Também os instrumentos tocados são aqueles que Bellini utilizou e toda a orquestração reproduz, fielmente, todo o material conhecido da partitura original do compositor. Um trabalho árduo, como explica o maestro Giovanni Antonini:

““Norma” é, particularmente, problemática, pois a partitura original está escrita de forma muito rápida, há muitas correções. Por isso, há muitas fontes. O musicólogo tenta descobrir qual é a versão mais correta, foi isso que tentei fazer.

Tocamos, integralmente, todo o material que temos de Bellini. Não há cortes. Às vezes é o cansaço a razão que leva aos cortes, porque esta música é desgastante, é difícil de cantar. Já no passado, com vozes mais fortes, foi preciso cortar a música.”

A mezzo soprano fala da forma como encara esta densa obra de Bellini:

“Tentamos dar ênfase à partitura. E, acima de tudo, pensar em Bellini como compositor pré-romântico, interpretar a música de Bellini pensando mais em Mozart do que em Puccini”.

‘Isso muda tudo’: Maestro Antonini explica a nova versão de ‘Norma’

O maestro Giovanni Antonini e a mezzo soprano Cecilia Bartoli apresentam uma nova versão da ópera “Norma”, de Vincenzo Bellini, que se aproxima mais da obra original do compositor. Nesta ligação extra, Giovanni Antonini explica os detalhes da nova versão crítica, que está muita para lá do facto de ser tocada por instrumentos dos tempos de Bellini.