Última hora

Última hora

Espanha: Confirmada a prisão preventiva para os suspeitos do homicídio de uma ex-jogadora de voleibol holandesa

Em leitura:

Espanha: Confirmada a prisão preventiva para os suspeitos do homicídio de uma ex-jogadora de voleibol holandesa

Tamanho do texto Aa Aa

Foi confirmada a prisão preventiva de três suspeitos da morte da ex-jogadora de voleibol holandesa Ingrid Visser e do seu noivo, encontrados mortos, no final de maio, nos arredores de Múrcia, no sul de Espanha.

Os suspeitos declararam inocência, mas o juiz confirmou a prisão preventiva de Juan Cuenca, ex-dirigente do CAV 2005 – clube que devia dinheiro a Ingrid – e dos dois romenos a quem terá pago para cometerem o crime.

Juan Cuenca acusou entretanto o ex-proprietário do clube, Evedasto Linfante, de ser o verdadeiro responsável pelas mortes.

Ingrid Visser tinha 35 anos e estava grávida de sete meses. Terá sido atraída a uma casa para receber o dinheiro a que tinha direito, mas acabou por ser assassinada tal como o seu noivo.