Última hora

Última hora

Governo francês decide dissolução de grupos extremistas

Em leitura:

Governo francês decide dissolução de grupos extremistas

Tamanho do texto Aa Aa

Face ao ódio e à violência, o governo francês decidiu este sábado iniciar o processo de dissolução do grupo de extrema direita, Juventudes Nacionalistas Revolucionárias e pondera a dissolução de outros grupos.

O ministro do Interior, Manuel Valls, explica que este tipo de grupos não tem lugar na sociedade francesa:
“Não há lugar na república para os que negam os valores da república e nós estamos determinados e seremos implacáveis no tratamento dos que atacam os valores que devemos defender, em memória deste jovem, morto porque o ódio, infelizmente, venceu”.

O ministério público centra a acusação num dos jovens envolvido na rixa que levou à morte do estudante universitário e militante anti-fascista, Clément Meric, na quarta-feira, em Paris.

O suspeito, identificado como Esteban, tinha sido previamente acusado, com outros três elementos, de violência em grupo.

O procurador confirmou, entretanto, as circunstâncias da morte do jovem:
“ A morte não foi provocada por um hematoma causado pela queda, mas por um traumatismo crânio-facial provocado pela agressão contra a vítima. Foi um encontro fortuíto, com os militantes da extrema- esquerda a provocarem os da extrema-direita e todos desencadearam uma briga na rua”.

Este sábado, diversos partidos e movimentos de esquerda manifestaram-se em Paris contra a violência por parte dos grupos extremistas. Já na quinta-feira, por toda a França, milhares de pessoas sairam à rua em protesto.