Última hora

Última hora

Said Jalili alvo de todas as críticas no último debate para as presidenciais iranianas

Em leitura:

Said Jalili alvo de todas as críticas no último debate para as presidenciais iranianas

Tamanho do texto Aa Aa

Said Jalili foi o principal alvo a abater no último debate televisivo antes das eleições presidenciais no Irão, agendadas para o dia 14 de junho.

O principal negociador do dossiê nuclear iraniano foi bastante criticado pela maneira como tem gerido as negociações com a comunidade internacional.

O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros, Ali Akbar Velayati, afirmou que “as pessoas vêm que o senhor é o responsável pelas negociações nucleares há anos e não deu um único passo em frente. As sanções são maiores a cada dia que passa e a pressão é maior sobre as pessoas. A arte da diplomacia é ser capaz de reduzir as sanções ao mesmo tempo que defende o direito ao nuclear.”

O antigo comandante dos Guardas da Revolução, Mohsen Rezaei, acusou o ocidente de estar “a ganhar tempo para que as sanções tenham mais impacto na economia. Chama a isto resistência senhor Jalili?”

O antigo negociador nuclear, Hasan Rowhani, defendeu que “é muito importante ver as centrifugadoras a rodar, mas apenas quando as pessoas têm de que comer durante todo o mês, quando a indústria funciona normalmente. E é possível ter os dois.”

O Presidente da Câmara de Teerão, Mohammad Bagher Ghalibaf, defendeu “uma mudança na gestão da administração e para tal é preciso mudar a política externa. A diplomacia não teve os resultados desejáveis para os planos do Irão.”

As sanções impostas pelas Nações Unidas e pelos Estados Unidos estão a provocar uma grave crise económica no Irão. A moeda perdeu 70% e a inflação está oficialmente nos 31%.