Última hora

Em leitura:

Istambul: Manifestantes continuam a desafiar o poder na praça Taksim


Turquia

Istambul: Manifestantes continuam a desafiar o poder na praça Taksim

A resposta da praça Taksim às palavras proferidas por Edogan em Adana não tardaram.

A praça de Istambul onde o protesto começou há dez dias voltou a encher-se com milhares de manifestantes, este domigo, que continuam a desafiar o poder:

“O primeiro-ministro diz que a resposta deve ser dada nos boletins de voto, mas as urnas só darão razão ao que se está a passar aqui. O que há a fazer é destruir as urnas de voto, boicotar a eleição e continuar a luta nas ruas”.

“Quero que este protesto continue até à eleições. Este movimento, que começou como uma ação ambiental, tornou-se num protesto público. Vamos continuar a apoiar este protesto enquanto pudermos e seria perfeito se ele terminasse com um processo democrático como as eleições”.

O protesto de Istambul estendeu-se a outras cidades como a capital, Ancara, onde também se têm registado confrontos com a polícia.

Os manifestantes pedem agora a demissão do primeiro-ministro, mas Erdogan recusa a demissão e o AKP, partido que suporta o governo, rejeita a ideia de eleições antecipadas.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Nível das águas atinge recorde na Alemanha