Última hora

Última hora

Nova noite de confrontos na Turquia

Em leitura:

Nova noite de confrontos na Turquia

Tamanho do texto Aa Aa

Os confrontos regressaram esta noite às principais cidades da Turquia, apesar de Erdogan ter recuado ao anunciar que irá receber, esta quarta-feira, representantes do movimento na origem dos protestos que se transformaram numa vaga que exige a demissão do governo.

Desde o final de maio, já morreram três pessoas e cerca de 5000 ficaram feridas em confrontos com a polícia na Turquia.

Esta noite, tanto em Istambul como em Ancara, as autoridades recorreram a gás lacrimogéneo e canhões de água para dispersar os manifestantes.

Depois de ter, repetidamente, chamado “extremistas” e “saqueadores” aos que protestam, Recep Tayyip Erdogan afirmou, no domingo, que a “paciência têm limites”, mas numa tentativa de acalmar as tensões, o primeiro-ministro turco marcou para quarta-feira uma reunião com representantes do movimento na origem do protesto, que se opõe à construção de um centro comercial no local ocupado pelo parque Gezi.