Última hora

Última hora

Governo grego silencia canal público

Em leitura:

Governo grego silencia canal público

Tamanho do texto Aa Aa

Ainda em estado de choque os trabalhadores do serviço público de televisão, na Grécia, manifestam-se contra o encerramento das emissões.

Esta decisão foi tomada somente pela Nova Democracia de Antonio Samaras, os outros dois partidos da coaligação, o socialista Pasok e o Dimar de esquerda moderada não concordavam com essa decisão.

“Só um governo anti constiutional, anti democrático e fascista, poderia fazer isto, desligar a rádio e a televisão públicas. Uma novidade global.”

O governo grego anunciou hoje a apresentação de um projeto de lei para reorganização da radiodifusão pública que será discutido numa reunião da Comissão de Contas esta quarta-feira.

“É inconcebível que um país pertencente à União Europeia em 2013 não tenha um canal, uma fonte pública de informação”.

“E as pessoas nas (ilhas gregas) e distante pessoas Creta? Será que eles vão ter que ouvir notícias turca agora?”

O encerramento da ERT, cuja história remonta aos anos 50, atira para o desemprego cerca de 2.700 funcionários, incluindo 677 jornalistas.