Última hora

Última hora

Polícia dispersa protestantes da Praça Taksim

Em leitura:

Polícia dispersa protestantes da Praça Taksim

Tamanho do texto Aa Aa

Cenário praticamente limpo esta manhã na Praça Taksim, na Turquia, depois de uma onda de gás lacrimogéneo ter conseguido dispersar os manifestantes. Os protestantes reunidos no Parque Gezi estão preocupados com outro ataque de gás por parte da polícia. Numa altura em que se adianta que o Primeiro-ministro Tayyip Erdogan terá concordado reunir-se com os líderes envolvidos nas contestações iniciais.

Irfan Han, protestante: “Algo inesperado surgiu ontem. As granadas de fumo que a polícia estava a atirar eram diferentes do que costumavam disparar. Eu e os meus amigos fomos expostos a este gás e eu desmaiei. Recolhemos as latas”.

Ontem, as forças policias conseguiram dispersar os manifestantes da praça Taksim, depois de quase duas semanas. Uma nuvem de gás atingiu, sem aviso prévio, o coração dos protestos na Turquia. Os cartazes com palavras de ordem hostis ao governo foram arrancados, após mais uma noite de intensos confrontos.

Para afastar os manifestantes, a polícia recorreu também a jatos de água e a balas de borracha.
Três pessoas já morreram e quase 5 mil ficaram feridas durante as manifestações na Turquia.