Última hora

Última hora

Turquia: destino do parque Gezi pode ser referendado

Em leitura:

Turquia: destino do parque Gezi pode ser referendado

Tamanho do texto Aa Aa

O futuro do parque Gezi, em Istambul, pode ser decidido em referendo. A hipótese foi colocada em cima da mesa pelo chefe de governo que prometeu, ainda, acabar com a onda de contestação em 24 horas.

Recep Tayyp Erdogan garantiu, também, que a polícia – muito criticada pelo uso excessivo de força – vai adotar uma postura diferente e desafiou os manifestantes a regressar a casa.

O primeiro-ministro reuniu-se, esta quarta-feira, em Ancara com representantes da sociedade civil com o objetivo de serenar os ânimos nas ruas.

Cerca de duas dezenas de pessoas foram convidadas para a reunião que está a ser criticada por organizações ligadas aos protestos por deixar de fora grupos considerados decisivos. É o caso da Plataforma Solidariedade Taksim.

A Greenpeace recusou o convite em sinal de protesto contra a atuação da polícia na véspera e a intransigência do primeiro-ministro que apelidou os manifestantes de “vândalos.”

Esta quarta-feira, um mar de gente voltou a encher a praça Taksim para dizer que os protestos só vão terminar depois de satisfeitas algumas exigências. Desde logo, a libertação de todos os detidos e o fim da repressão.