Última hora

Última hora

França: Lyon ensaia resposta a atentados terroristas

Em leitura:

França: Lyon ensaia resposta a atentados terroristas

Tamanho do texto Aa Aa

A terceira maior cidade francesa, Lyon, serviu esta quarta-feira de palco a um gigantesco exercício de proteção civil cobrindo vários tipos de ataques e atentados.

O exercício teve início com a simulação de um atentado com uma bomba contendo Césio 137 seguido de um ataque no metro com gás Sarin.

Participam neste exercício, de dois dias, equipas de proteção civil da Alemanha, Bélgica, Espanha, Itália e Portugal.

O exercício é realizado sob os auspícios da União Europeia.

“Ameaças nucleares, químicas, biológicas e radiológicas pertencem a uma categoria de baixa probabilidade no entanto são desastres de elevado impacto. Quando ocorrem, os efeitos são catastróficos, não apenas em termos de perda de vidas e impacto na economia mas não podemos ignorar o impacto psicológico que se estende para além da nação” adiantou a comissária europeia para a Cooperação Internacional, Auxílio Humanitário e Resposta a Crises, Kristalina Georgieva.

Num dos exercícios, as vítimas do ataque com gás Sarin foram assistidas por equipas médicas. O ministro francês do interior, Manuel Valls, esteve presente durante o exercício. O seu homólogo espanhol, Jorge Fernandez Diaz, resumiu assim os objetivos desta iniciativa.

“Concretizamos de forma efetiva o ideal da Europa que defendemos e no qual a solidariedade desempenha um papel fundamental”, afirmou o alto funcionário espanhol.

Inspirado nos atentados de Londres e Madrid, trata-se da primeira vez que um exercício desta envergadura tem lugar em meio urbano. O objetivo é criar capacidades e melhorar o processo de tomada de decisões que, segundo a comissária, Kristalina Georgieva, deverá contribuir para os países europeus fazerem frente à ameaça terrorista.