Última hora

Última hora

Grécia: Desemprego recorde no início da época turística

Em leitura:

Grécia: Desemprego recorde no início da época turística

Tamanho do texto Aa Aa

Desemprego recorde na Grécia no primeiro trimestre. Segundo o gabinete helénico de estatística, a taxa atingiu os 27,4%, contra 26% no último trimestre do ano passado.

No primeiro trimestre de 2012. a taxa de desemprego era de 22,6%.

O desemprego na Grécia é o dobro da média da zona euro. É o resultado de uma recessão que dura há seis anos e que está também a fazer recuar os salários.

Thanasis, com 48 anos, está desempregado. Defende: “Não há luz ao fundo do túnel. Primeiro baixaram todos os salários e serão reduzidos ainda mais. Em segundo lugar, continua tudo a ser caro. E terceiro, trabalhar de graça ou por cem euros vai criar empregos, mas se isso é retoma então obrigada, não quero”.

Os economistas esperam uma queda do desemprego no segundo trimestre, graças ao início da época turística. Mas os salários estão sobre pressão, com os patrões a limitarem os gastos para poderem fazer promoções e atrair os visitantes.

O país espera atingir este ano o número recorde de 17 milhões de turistas.

Alexandros Vassilikos, presidente da Associação hoteleira de Attica, garante que “a crise afetou muito o turismo. Devido à queda da procura tivemos de baixar os preços cerca de 40% nos últimos quatro anos. Mas temos de olhar para o lado positivo. A nossa oferta é mais barata”.

O setor do turismo é vital para a Grécia e a época de 2012 foi má. O número de visitantes recuou, com os turistas a procurarem evitar protestos e greves e com medo que o país saísse do euro.

Há dois anos, o setor empregava mais de 18% da população e as receitas dos turistas superaram os dez mil milhões de euros.