Última hora

Última hora

Irão em dia de reflexão antes de eleger o sucessor de Ahmadinejad

Em leitura:

Irão em dia de reflexão antes de eleger o sucessor de Ahmadinejad

Tamanho do texto Aa Aa

Dia de reflexão no Irão antes das eleições presidenciais desta sexta-feira para eleger o sucessor de Mahmoud Ahmadinejad.

Os três principais candidatos conservadores rejeitaram os apelos a uma união em torno de uma candidatura única e vão apresentar-se todos a votos.

Said Jalili, o negociador da questão nuclear iraniana é apoiado pela ala dura do regime e está confiante numa presença na segunda volta, apesar de ter menos de 10% das intenções de voto, segundo uma das poucas sondagens divulgadas. O mesmo estudo coloca Mohammad Bager Ghalibaf na frente da corrida com quase 18% das intenções de voto. O presidente da câmara de Teerão promete dar início à “epopeia económica” do Irão

Na República Islâmica do Irão, o poder está nas mãos do ayatollah, atualmente Ali Khamenei, que apelou a uma participação maciça para “desencorajar os inimigos” do país e obrigá-los a “reduzir a pressão”.

A lista dos principais candidatos conservadores completa-se com Ali Akbar Velayati.

Moderados e reformadores reuniram-se em torno de Hassan Rohani, que conta com o apoio dos ex-presidentes Akbar Rafsanjani e Mohammad Khatami. Segundo nas sondagens, o clérigo de 64 anos, que defende o “diálogo” com o Ocidente, beneficia ainda da desistência de Mohamad Reza Aref.