Última hora

Última hora

Samaras enfrenta greve geral porque tem de limpar "lixo" da ERT

Em leitura:

Samaras enfrenta greve geral porque tem de limpar "lixo" da ERT

Tamanho do texto Aa Aa

A Grécia demonstra hoje a solidariedade com os trabalhadores da televisão pública. Vários sindicatos convocaram uma greve geral de 24 horas, sendo que inúmeros órgãos de comunicação social já estão em paragem, na sequência do encerramento abrupto da ERT. Mesmo os partidos que dividem o governo com Antonis Samaras, o PASOK e o Partido Democrático, pretendem uma reunião de urgência, porque dizem não ter sido consultados.

Mas Samaras garante que não recua: “vamos criar uma nova estação pública, mais de acordo com os padrões atuais. Aqueles que protestam não estão a ajudar a televisão, estão a ajudar a ERT que pertence ao passado. Estamos a limpar este organismo da falta de transparência, do lixo. E as pessoas que estão incomodadas com isso é porque querem manter essa situação.”

Mas quem gerou essa falta de transparência de que Samaris fala, entre a má gestão e atribuição de lugares pouco clara? É a pergunta que fazem muitos dos quase 3 mil funcionários, entre os quais o apresentador Fanis Papathanasiou: “toda a gente sabe que é o governo que decide quem são os gestores e são os gestores que decidem tudo o que tem a ver com favores políticos, como a nomeação de alguns jornalistas.”

Os que não arredam pé da ERT entoam canções dos anos 70, quando os gregos combateram contra a ditadura militar.

Watch live the ERT program from EBU