Última hora

Última hora

FMI baixa previsões económicas dos Estados Unidos

Em leitura:

FMI baixa previsões económicas dos Estados Unidos

Tamanho do texto Aa Aa

Os cortes orçamentais implementados de forma drástica por Washington, em março, estão a travar a economia norte-americana e levaram o Fundo Monetário Internacional (FMI) a baixar as previsões para 2014.

Segundo a instituição, os cortes na educação, ciência e infraestruturas pesam sobre o potencial de crescimento a médio prazo. O FMI incentiva os Estados Unidos a mudar, por isso, o plano de redução de dívida, aliando novas receitas às atuais poupanças.

O FMI estima que a economia norte-americana cresça 1,9% este ano, mas seria quase o dobre sem os cortes na despesa pública. Já para 2014, a previsão é agora de 2,7% contra os 3% avançados em abril.

O FMI aconselha também a Reserva Federal norte-americana (FED) a prolongar, pelo menos até ao final do ano, o programa de compra mensal de títulos soberanos e hipotecários.

O presidente da FED, Ben Bernanke, defendeu no mês passado que os estímulos poderiam abrandar. Mas os dados da produção industrial, da confiança dos consumidores e do desemprego mostram que a retoma é frágil.

A FED injeta atualmente 85 mil milhões de dólares por mês na economia.