Última hora

Em leitura:

Hassan Rhoani


Irão

Hassan Rhoani

Hassan Rhoani é o único clérigo iraniano nesta corrida presidencial. Também é o único reformador. Foi membro do governo de 1989 a 2005 sob presidência de Khatami e de Rafsanjani – um dos pilares do regime que foi excluído desta corrida presidencial, mas disse que o considerava “o mais qualificado para liderar o executivo”.

A participação de Rhoani nas eleições desta sexta-feira assusta bastante os conservadores e o líder supremo do país, o Aiatolalah Ali Khamenei, que pediu uma participação em massa para “desencorajar os inimigos da República Islâmica”.

Além de ser um dos favoritos, Rhoani recebeu dois apoios políticos de peso que podem motivar setores ligados à revolução de 2009 a irem às urnas. O voto não é obrigatório no Irão.

Rohani:

“Estou aqui para formar um governo de sabedoria e esperança, pela saúde do Irão Islâmico, para salvaguarda da economia, para construir uma interação com o mundo e reavivar a moralidade social.”

Rhoani, nascido em 1948, foi sob a presidência de Khatami, secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional. Desta forma, foi responsável pelas negociações nucleares entre o Irão e os três países europeus (França, Reino Unido e Alemanha) para resolver a crise nuclear, entre 2003 e 2005.

O presidente é a segunda pessoa mais importante no país, de acordo com a Constituição, mas as questões estratégicas, como a nuclear, estão sob a autoridade direta do Guia e Líder Supremo.

Nas últimas eleições, a esperança de uma vitória dos reformadores foi atenuada pela reeleição de Ahmadinejad. Os dois candidatos derrotados, Mousavi e Karroubi, denunciaram fraudes generalizadas e apelaram aos partidários para manifestarem. O protesto foi duramente reprimido e os dois dirigentes reformistas estão em prisão domiciliar desde 2011.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

mundo

Grécia: Reações ao encerramento da ERT