Última hora

Última hora

Cinema de fora do acordo com os Estados Unidos

Em leitura:

Cinema de fora do acordo com os Estados Unidos

Tamanho do texto Aa Aa

O cinema fica de fora do acordo de livre comércio, entre a Europa e os Estados Unidos.

Era uma exigência da ministra francesa do Comércio Externo, Nicole Bricq, que só conseguiu o consenso dos restantes parceiros europeus, esta sexta-feira.

“Não estou a falar de vitória. Não quero. Numa negociação não estamos sozinhos e eu, neste caso, conto com toda a solidariedade europeia. A única coisa que lamento é que, em alguns momentos, fiquei com a impressão que outros países negociaram diretamente com os Estados Unidos”, disse a representante francesa.

Os grandes distribuidores e exibidores europeus queriam que o cinema fosse integrado no acordo, de modo a reduzir as taxas de importação.

Do lado contrário, estavam os produtores e realizadores europeus. Argumentavam que os Estados Unidos exportam toda a sua produção para a Europa, mas não importam cinema europeu e outros produtos televisivos. Um negócio sem reciprocidade.