Última hora

Última hora

Novo presidente iraniano pronto a "preservar o orgulho e os interesses nacionais"

Em leitura:

Novo presidente iraniano pronto a "preservar o orgulho e os interesses nacionais"

Tamanho do texto Aa Aa

O Irão põe fim a 8 anos de poder conservador depois de eleger ontem o candidato Hasan Rowhani, apontado como um “moderado” e um “reformista”, para a presidência do país. Uma vitória à primeira volta e por uma frágil margem de 50,68% que funciona antes de mais como um sinal de acalmia nas tensões criadas pelo seu antecessor Mahmoud Ahmadinejad.

No seu primeiro discurso ao país, Rowhai, afirmou” estar orgulhoso da escolha do honorável povo do Irão. Depositaram a sua confiança em mim para que possa servir o país, melhorar a vida e o bem-estar da população e para que possa preservar o orgulho e os interesses nacionais. Preciso do vosso apoio ao longo deste percurso, preciso que estejam a meu lado, que cooperem comigo”.

Uma vitória que cria grandes expetativas entre o eleitorado jovem e urbano que garantiu a vitória do moderado face aos seus adversários conservadores e que poderia abrir um novo capítulo nas complicadas negociações sobre o programa nuclear do país.

“Eu estou muito contente com a vitória de Rowhani e pelo facto de ter formado uma aliança com o candidato Aref, que foi decisiva para obter os votos dos reformistas. Espero que possa manter as suas promessas, respeitando o lema de campanha de restaurar a sabedoria e a esperança neste país”, afirma uma residente de Teerão.

Mas o papel secundário do presidente iraniano face ao líder espiritual do país e máximo responsável político iraniano, não afasta a inquietação da comunidade internacional. Se os lideres europeus esperam uma nova atitude nas discussões sobre o programa nuclear, já a Rússia afirma não esperar grandes mudanças e Israel, pela voz do primeiro-ministro Benjamin Nethanyahu, rejeitou qualquer aligeiramento das sanções internacionais.