Última hora

Última hora

Afeganistão entregue a si próprio

Em leitura:

Afeganistão entregue a si próprio

Tamanho do texto Aa Aa

As forças afegãs assumem oficialmente a segurança do país, que estava nas mãos da Nato desde 2001.

A grande maioria dos quase 100.000 soldados da Aliança Atlântica devem abandonar o país até fim de 2014.

“ Este é um dia para os afegãos se orgulharem, homens e mulheres de diferentes grupos étnicos, de todo o país. Além disso, quero prestar homenagem às famílias e entes queridos daqueles que fizeram o sacrifício final”.

A Força Internacional no Afeganistão terá a partir de agora um papel de apoio, principalmente em caso de ataque aéreo, e de formação dos quase 350.000 membros das forças de segurança afegãs, que incluem soldados, policiais e paramilitares.

Alguns analistas emitem sérias dúvidas sobre a capacidade das forças afegãs, fazerem face à rebelião talibã que ganha terreno nos últimos meses.

Pouco antes desta cerimónia três civis morreram e 24 ficaram feridos num atentado contra Mohamed Mohaqiq, aliado do presidente Hamid Karzai. Mohaqiq escapou ileso do ataque em Cabul.