Última hora

Última hora

G8 a favor da "troca automática de informações fiscais"

Em leitura:

G8 a favor da "troca automática de informações fiscais"

Tamanho do texto Aa Aa

Na questão da luta à fraude e evasão fiscal, os líderes do G8 mostraram-se unidos. As grandes potências económicas são a favor de “troca automática de informações fiscais” a nível global. O assunto era uma prioridade da presidência britânica do G8, quando a fraude e a evasão fiscal fazem perder todos os anos 30 biliões de dólares de receitas fiscais em todo o mundo.

O primeiro-ministro britânico recordou o lançamento das negociações para um acordo comercial entre UE e Estados Unidos, que pode ter um impacto muito maior do que todos os outros acordos bilaterais. David Cameron acrescentou: “O G8 lançou também uma política para resolver os problemas de fraude e evasão fiscal e o sigilo empresarial. Sejamos claros, se querem um economia com baixos impostos, o que é fundamental para o crescimento, temos de receber os devidos impostos. É uma questão de justiça para as pessoas e empresas que respeitam as regras e é vital para o desenvolvimento das economias”.

O objetivo é que “quem foge ao fisco não tenha onde se esconder”. E isso é outra questão. O G8, que na realidade engloba mais de 15 paraísos fiscais, não progrediu na questão dos registos públicos, que permitiriam identificar os verdadeiros proprietários e acionistas de uma sociedade “offshore”.

Poucos avanços também sobre os vazios legais que permitem a multinacionais, como Google ou Amazon, baixar ou escapar aos impostos nos vários países.