Última hora

Última hora

Drones sobrevoam o Le Bourget

Em leitura:

Drones sobrevoam o Le Bourget

Tamanho do texto Aa Aa

O total de encomendas no final do primeiro dia do Le Bourget superou as expectativas, mas as vendas não se restringem apenas a aeronaves tripuladas.

O drone tem sido a face pública da estratégia de segurança nacional de Barack Obama e a popularidade destes dispositivos está a subir.

A empresa italiana Piaggio lançou este ano o P.1HH Hammerhead um drone de vigilância, um derivado do modelo Avanti II.

Alberto Galassi, CEO Piaggio Aero: “Tem um sistema que permite observar, verificar, ouvir e ver. É basicamente uma patrulha marítima. Os mercados de Nações Unidas, os países da NATO são a nossa meta principal.”

O mercado de dispositivos aéreos controlados à distância é esmagadormente dominado pelos Estados Unidos e Israel, mas muitas empresas europeias, como a francesa Safran, está a ganhar músculo no mercado. Apresentaram o seu novo modelo não tripulado.

Patrick Durieux, Vice Presidente Vendas UAVs, Sagem-Safran: “É 100% europeu, com um design de sistema feito pela Sagem, Safran Group, o celular é fabricado na Alemanha pela empresa Stemme, e a aeronave é equipada com sensores que vêm de França, Inglaterra e Alemanha.”

Milhares de pessoas preenchem o Bourget para ver grandes máquinas voadoras todos os anos, mas aqui no stand da Parrot há também brinquedos não tripulados sofisticados.

Henry Seydoux, CEO Parrot: “Acima de tudo, a tecnologia do profissional e do consumidor tem tudo a ver com software, processamento de imagem e software de controle automático. Este é o mesmo software básico usado para fazer tanto um drone profissional como um para o consumidor. Um dos objetivos de um drone profissional é a fotografia aérea, para fazer excelentes fotos aéreas com uma precisão de poucos centímetros, para produzir mapas muito rapidamente, por exemplo, após o desastre natural no Haiti fomos capazes, com este drone, de fazer um mapa extremamente preciso 3 horas após o desastre.”

Foi apresentada também uma trupe dançante de drones, que pode ser controlada remotamente a partir de um smartphone, vem com câmeras embutidas capazes de tirar fotos panorâmicas e pode ser programada para dançar todos os estilos, em perfeita harmonia.