Última hora

Última hora

Situação política penaliza mercados gregos

Em leitura:

Situação política penaliza mercados gregos

Tamanho do texto Aa Aa

Reação negativa dos mercados à incerteza política na Grécia e às divergências no seio da “troika” em relação ao país.

Com o primeiro-ministro Antonis Samaras com escassa maioria no parlamento, após a saída de um dos partidos da coligação, a bolsa grega recuou 6,1%.

Já no mercado obrigacionista, os títulos gregos a dez anos registaram maior subida diária em quase um ano. As “yields” atingiram, durante a sessão desta sexta-feira, os 11,6%.

Ao mesmo tempo acentuam-se as divergência no seio da “troika”, após a descoberta de um “buraco financeiro” de 2,5 mil milhões de euros. Os bancos centrais da zona euro recusam desfazer-se dos títulos da dívida helénica e agora, de acordo com o Financial Times, o Fundo Monetário Internacional ameaça suspender em julho o pagamento da ajuda à Grécia se a zona euro não fizer algo para liquidar o défice no programa de resgate.

O presidente do Eurogrupo pede ao FMI que aguarde as conclusões da terceira avaliação. A “troika” volta a Atenas a 3 de julho para a terminar.