Última hora

Última hora

Turquia e Brasil: protestos pelos direitos, liberdades e garantias

Em leitura:

Turquia e Brasil: protestos pelos direitos, liberdades e garantias

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de milhares de brasileiros exigem mais hospitais e escolas e menos despesas fúteis no futebol. O inimaginável está a contecer no país da Copa, do desporto rei, e no entanto, é o que se lê neste cartaz: “por fim o Brasil deixou de gritar pelos golos e começa a fazê-lo pelos seus direitos”. A TSR foi ao Brasil.

Na Turquia o protesto faz-se em silêncio. Depois de duas semanas de turbulenta ocupação, a praça Taksim continua a ser o lugar da expressão do mal-estar que corroi a sociedade turca. Reportagem da RTP.

Os sindicatos também se uniram aos protestos com manifestações e apelos à greve. Porque, às exigências de liberdade individual soma-se o mal estar sobre os limites dos direitos dos trabalhadores, como explica a italiana Rai 1.

O primeiro-ministro, Recep Tayip Erdogan, respondeu aos protestos chamando terroristas aos opositores. Rodeado por milhares de seguidores, no domingo, em Istambul recordou a quem quis ouvir, que conta com o apoio da maioria da população. France 2 analisa o porquê desse apoio.