Última hora

Última hora

Agang é um novo partido na África do Sul

Em leitura:

Agang é um novo partido na África do Sul

Tamanho do texto Aa Aa

Na África do Sul, uma ex-ativista anti-apartheid fundou um partido político. O Agang, que significa “Construir” na língua Sesotho, concorre às eleições de 2014.

A sua criação tem como objetivo fazer frente ao ANC que, segundo a sua líder, Mamphela Ramphele, está a destruir a maior economia do continente africano.

“É o futuro que podemos ter se esperarmos mais de nós próprios, do nosso governo e do nosso país. Se votarmos para o futuro e não para o passado”, afirmou a líder do Agang.

Ramphele quer fazer uma reforma eleitoral, combater a corrupção e melhorar o ensino no país. Exige o fim da cultura da impunidade e abuso de poder.

Llewellyn Hartnick, sul-africano afirma: “Ela não tem problemas em dizer a verdade sobre a África do Sul moderna. Sobre o estado da nação”.

Vehlia Button, uma sul-africana desabafa: “Nós gostaríamos de ver todos os grupos de diferentes raças a trabalharen juntos, a partilharem a prosperidade e o trabalho do país.”

A líder do Agang é ex-funcionária do Banco Mundial e membro da direção de várias companhias mineiras sul-africanas.