Última hora

Em leitura:

Robocup: Futebol sem transpiração


hi-tech

Robocup: Futebol sem transpiração

Em parceria com

Robots capazes de jogar futebol tão bem como os jogadores verdadeiros. Engenheiros de todo o mundo estão a trabalhar nesse sentido e, em jeito de aquecimento, reunem-se todos os anos no campeonato robótico “Robocup’‘, um torneio internacional que começa esta semana, em Eindhoven, na Holanda. A equipa da Colômbia fez os últimos ajustes, para que os robots sigam os movimentos da bola, façam bons passes e chutem no momento certo.

Katherin Perez, Engenheira, Universidade de Santo Tomas: “O que fazemos é ver partidas de futebol e daí retiramos algumas ideias de defesa e ataque e tentamos transportae essa parte do futebol humano para os robots”.

O torneio Robocup foi criado em 1997, para promover o desenvolvimento da robótica e da inteligência artificial. Os organizadores fixaram-se no objetivo de vencer a equipa humana campeã do mundo, em 2050.

Jorge Lopez, Engenheira, Universidade de Santo Tomas: “O que foi feito anteriormente foi atribuir uma posição particular aos robots, alguns estão na defesa, outros na frente, outros são alas e cada um tem alguns pontos fortes e determinam o momento de usar essas habilidades para resolver o jogo.”

No ano passado, no México, a equipa da Holanda ganhou o campeonato Robocup da “primeira divisão”, batendo o Irão por 4-1. O campeonato conta com mais de 2.500 participantes de 40 países.

Os nossos destaques

Artigo seguinte

hi-tech

Biclicleta voadora