Última hora

Última hora

Ativistas em topless visam PM da Tunísia durante visita a Bruxelas

Em leitura:

Ativistas em topless visam PM da Tunísia durante visita a Bruxelas

Tamanho do texto Aa Aa

Três ativistas belgas da organização feminista FEMEN tentaram bloquear o carro do primeiro-ministro da Tunísia, de visita a Bruxelas, esta terça-feira. Um protesto em defesa de outras ativistas da FEMEN condenadas a penas de prisão na Tunísia.

Já nos estúdios da euronews, Ali Laarayedh, comentou o incidente e
disse que “as mulheres livres, trabalhadoras, belas, não precisam de chegar ao ponto de se despirem. A imagem da mulher tunisina é degradada quando se recorre a este tipo de ações. É uma questão de gostos e este tipo de ação não é muito refinado.”

O chefe de governo tunisino veio discutir cooperação política e ajuda financeira ao país, que derrubou a ditadura durante a Primavera Árabe de 2011.

Mas o presidente da Comissão Europeia, José Manuel Barroso, enfatizou que “a União Europeia apela à revisão das disposições herdadas do regime anterior, especialmente do código penal, para garantir a liberdade de expressão de homens e mulheres da Tunísia”.

Devido ao protesto em topless contra a prisão de uma ativista tunisina, duas francesas e uma alemã da FEMEN foram condenadas a quatro meses de prisão, na Tunísia.

O recurso da sentença vai ser analisado esta quarta-feira.