Última hora

Última hora

Confirmada a morte de 16 militares libaneses

Em leitura:

Confirmada a morte de 16 militares libaneses

Tamanho do texto Aa Aa

O secretário-geral da ONU já condenou os ataques contra as forças de segurança na cidade de Sidón, no sul do Líbano.

A situação agravou-se depois de confirmada a morte de pelo menos 16 militares em confrontos com radicais sunitas a cerca de 40 quilómetros de Beirute.

A cidade portuária está a ser palco de violentos confrontos entre o exército e apoiantes do xeque Ahmed al-Assir desde este domingo.

O clérigo radical sunita conhecido pelas críticas dirigidas a Damasco e ao movimento xiita Hezbollah acusa, agora, o exército libanês de cumplicidade.

Os combates que provocaram, ainda, dezenas de feridos terão sido desencadeados por um ataque a um posto de controlo militar. Certo é que conflito sírio está a dividir os libaneses e a escalada de violência começa a contagiar outras zonas do país.

A cidade de Trípoli, no norte do Líbano é disso exemplo. Os confrontos entre opositores e apoiantes do presidente sírio, Bashar Al-Assad são recorrentes.

A segurança foi, entretanto, reforçada no país que acolhe, de acordo com as últimas informações, cerca de meio milhão de refugiados sírios.