Última hora

Última hora

Cimeira da UE quer combater desemprego com orçamento frugal

Em leitura:

Cimeira da UE quer combater desemprego com orçamento frugal

Tamanho do texto Aa Aa

Representantes das empresas e dos sindicatos sentaram-se à mesa com os líderes da União Europeia, na cimeira de Verão, dedicada sobretudo ao combate ao desemprego jovem. Bruxelas quis ouvir sugestões para criar mais estágios e formação profissional.

“Penso que a verba disponível não é suficiente, mas é um bom começo. A Garantia para a Juventude, no valor de seis mil milhões de euros, é só um contributo. No final das contas, o desemprego só será combatido com mais crescimento económico. Mas esta Garantia para a Juventude é um bom começo e damos-lhe o nosso apoio porque a consideramos útil”, disse Emma Marcegaglia, presidente do Business Europe, federação europeia de empresários.

Uma verba que sairá do orçamento da UE para os próximos sete anos, de 960 mil milhões de euros, mais pequeno do que o anterior. O acordo político entre Conselho, Parlamento e Comissão foi obtido de véspera da cimeira.

“Vamos precisar de mais recursos, muito mais será necessário e termos cortado no orçamento, nos fundos de coesão e no fundo social não nos deixa chegar onde queremos”, reconheceu o comissário para o Emprego, László Andor.

Os líderes vão também endossar um outro acordo conseguido esta semana, que estabelece as regras para resgatar bancos que vão à falência, e aprovar as recomendações económicas para os 27 Estados-membros.