Última hora

Em leitura:

Mais um morto no Egito


Egipto

Mais um morto no Egito

Sucedem-se as mortes, vítimas da violência que vai marcando os dias do Egito.

Esta sexta-feira, durante confrontos, na cidade de Alexandria, entre apoiantes e opositores do presidente Mohamed Morsi, morreu uma pessoa, desconhecendo-se, por enquanto, a qual das fações pertencia.

Os confrontos começaram, quando duas manifestações se cruzaram. De um lado estavam apoiantes do presidente. Do outro, os opositores.

Há mais de 70 feridos, segundo a agência de informação estatal, Mena.

Na noite de quinta-feira, houve outra morte. Um homem foi baleado, junto ao Delta do Nilo.

Para domingo, está convocada nova manifestação, para exigir a realização de eleições.

Mas teme-se que os apoiantes de Morsi também saiam à rua e que tudo termine em mais um banho de sangue.

Os lideres religiosos advertiram que o país pode estar à beira de uma guerra civil. Falam de um clima de anarquia e criminalidade.

Morsi propôs, esta quarta-feira, uma revisão da Constituição, que garantisse a reconciliação nacional. Mas isso não acalmou os seus opositores.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Bernard Tapie arguido no "caso Adidas"