Última hora

Última hora

Snowden à espera no aeroporto de Moscovo

Em leitura:

Snowden à espera no aeroporto de Moscovo

Tamanho do texto Aa Aa

O aeroporto de Moscovo é, para já, o porto de abrigo de Edward Snowden. O responsável pelas revelações bombásticas sobre a ciberespionagem norte-americana das comunicações mundiais aguarda um eventual asilo no Equador ou um possível regresso aos Estados Unidos, segundo uma entrevista dada pelo seu pai.

O escândalo veio abalar o equilíbrio de poderes e deu argumentos a países como a China, cuja porta-voz da Diplomacia, Hua Chunying, aproveitou para avisar os Estados Unidos que “devem acabar com as críticas e acusações contra Pequim e apostar na confiança mútua e na cooperação para garantir a paz e a segurança do ciberespaço.”

Do lado do Equador, Rafael Correa, que já o ano passado ofereceu asilo a Assange, o responsável do WikiLeaks, acusa agora Washington de “chantagem”, ao ameaçar pôr fim aos acordos de preferência aduaneira, caso Quito acolha Snowden. O presidente equatoriano diz “renunciar unilateral e irrevogavelmente” aos acordos. “Fiquem com as vossas preferências aduaneiras”, lançou.

Segundo o pai do antigo consultor da NSA, a agência norte-americana de segurança, Snowden poderá regressar aos Estados Unidos caso tenho a garantia de não ser colocado em prisão preventiva.