Última hora

Última hora

Moderação é a palavra-chave do presidente eleito do Irão

Em leitura:

Moderação é a palavra-chave do presidente eleito do Irão

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente eleito do Irão segue na via do diálogo e da moderação, pelo menos nas palavras. Num discurso transmitido este sábado na televisão, Hassan Rohani anunciou a intenção de nomear ministros de todas as tendências políticas e afirmou que é necessário reduzir as “restrições” atualmente impostas aos jovens.

O discurso deste clérigo moderado contrasta com o do predecessor, Mahmoud Ahmadinejad, cuja atitude bélica isolou ainda mais o Irão do mundo nos últimos oito anos. Para Rohani, “o povo disse: queremos mudança”, usando para isso a “melhor linguagem” ao seu alcance: “as urnas numa eleição”.

Rohani terá de encontrar um equilíbrio muito difícil entre conservadores e reformadores. Moderação é a palavra-chave. Segundo o presidente eleito, “moderação na política internacional não é nem a rendição, nem o conflito, nem a passividade ou a confrontação. Moderação é uma interação construtiva e efetiva com o mundo”, afirmou, garantindo simultaneamente que irá defender os interesses da República Islâmica do Irão nomeadamente na matéria do nuclear.

O nuclear é o grande dossiê para o próximo governo que encontra um país mergulhado numa grave crise económica, derivada em grande parte das sanções Ocidentais, e onde a inflação oficial está acima dos 30%.

Com alguma surpresa, Rohani foi eleito logo na primeira volta das presidenciais, a 14 de junho, com 50,7% dos votos e deve tomar posse no próximo dia 3 de agosto.