Última hora

Última hora

Escândalo de espionagem: Europa exige explicações

Em leitura:

Escândalo de espionagem: Europa exige explicações

Tamanho do texto Aa Aa

As revelações avançadas pela revista alemã Der Spiegel estão a causar uma onda de indignação nas principais capitais europeias.

A União Europeia já reagiu às alegações de espionagem exigindo explicações por parte de Washington.

Segundo as revelações avançadas pela revista, a agência norte-americana de segurança, NSA, teria sob escuta vários edifícios da União Europeia em Washington, Bruxelas e Nações Unidas.

Para além disso, os norte-americanos interceptariam todos os meses mais de 500 milhões de telefonemas, emails e mensagens SMS na Alemanha.

“Assumindo que isto é verdade, porque é que os Estados Unidos nos tratam como inimigos?As democracias precisam de espiar-se umas às outras? Vou pedir explicações ao embaixador dos Estados Unidos” adiantou o presidente do Parlamento Europeu, Martin Schulz.

As revelações coincidem com as negociações entre a UE e os EUA sobre a criação de uma zona de comércio livre. A continuação das negociações está agora ameaçada.

“Não é possível ameaçar liberdades fundamentais. Por isso creio que é necessário estabelecer confiança ao mais alto nível entre a União Europeia e os Estados Unidos” defende Jean Asselborn, chefe da diplomacia do Luxemburgo.

Vários elementos do Parlamento Europeu exigiram a suspensão das negociações comerciais assim como a suspensão de outros acordos de troca de informações entre as duas potências.