Última hora

Última hora

Bruxelas e Washington à beira de uma crise política

Em leitura:

Bruxelas e Washington à beira de uma crise política

Tamanho do texto Aa Aa

O programa de espionagem dos Estados Unidos ameaça desencadear uma crise política com a União Europeia.

De acordo com os documentos divulgados por Edward Snowden as embaixadas de França, Itália e Grécia em Washington e as representações destes países na ONU estiveram sob escuta e não são as únicas.

O ministro dos Negócios Estrangeiros francês fala de um ato inaceitável. Os analistas de uma inevitabilidade.

“Os atos de espionagem estão a ocorrer com a ajuda de conhecimentos adquiridos ao longo dos últimos 15 a 20 anos e com a participação da Google, do Twitter e de muitos outros. Os formidáveis avanços da comunicação horizontal mostram que se trata de meios que permitem apertar o controlo por parte das hierarquias superiores. Penso que se trata de uma questão essencial para os que refletem sobre os novos média e sobre a democratização” afirma o analista político e historiador, Jacques Rupnik.

A União Europeia promete averiguar a veracidade das revelações feitas, este fim de semana, pela imprensa internacional.

Na tentativa de serenar os ânimos, o secretário de Estado norte-americano alega que a recolha de informações é algo que ocorre em todos os países em nome da segurança nacional.