Última hora

Última hora

Egito: Manifestantes eufóricos com ultimato do exército aos políticos

Em leitura:

Egito: Manifestantes eufóricos com ultimato do exército aos políticos

Tamanho do texto Aa Aa

O exército egípcio avisou esta segunda-feira que irá intervir se as exigências do povo não forem atendidas dentro das próximas 48 horas.

Após a declaração transmitida pela televisão estatal, milhares de manifestantes concentrados na praça Tahrir, no centro do Cairo, reagiram de forma eufórica.

Na mesma mensagem foi referido que “se as reivindicações do povo não forem satisfeitas durante este período, [as forças armadas] irão anunciar um roteiro de ação e medidas para supervisionar a sua aplicação”.

Horas antes da declaração do exército, helicópteros sobrevoaram a mítica praça a baixa altitude, com a bandeira nacional desfraldada.

Neste mesmo dia cinco ministros entregaram as respetivas cartas de demissão ao primeiro-ministro egípcio, Hicham Qandil.
Mais tarde, forças de segurança prenderam 15 guarda-costas do número dois da Irmandade Muçulmana, Khairat El-Shater. Os detidos são acusados de posse ilegal de armas e de terem disparado contra manifestantes que atacaram a sede da organização no domingo.