Última hora

Última hora

Mais de 100 mortos em três dias

Em leitura:

Mais de 100 mortos em três dias

Mais de 100 mortos em três dias
Tamanho do texto Aa Aa

Em apenas três dias foram mortas no Iraque mais de uma centena de pessoas. A vaga de atentados que está a sacudir o país inquieta as autoridades na contagem decrescente para o início do Ramadão.

Hoje, pelo menos sete pessoas morreram após a explosão de um carro armadilhado no sul de Bagdad. Mas na mira dos insurgentes não está apenas a capital. Terça-feira foi um dos dias mais sangrentos com uma série de atentados no leste e o sul do país.

Os ataques ainda não foram reivindicados, mas a polícia suspeita do envolvimento de grupos sunitas com ligações à Al-Qaeda.

Um iraquiano escapou por pouco explica como tudo aconteceu:

“O homem que conduzia o carro armadilhado tentou chegar ao posto de controlo, mas havia uma longa fila de carros. Por isso, decidiu detonar os engenhos explosivos ali mesmo. Pelo menos 15 viaturas ficaram destruídas.”

O impasse político no país não ajuda a conter a violência que ganhou força nos últimos três meses. A vaga de atentados terá provocado desde abril – e de acordo com ONU – cerca de 2.500 mortos, a maioria civis.