Última hora

Última hora

Morales obrigado a aterrar em Viena depois de rumores que transportaria Snowden

Em leitura:

Morales obrigado a aterrar em Viena depois de rumores que transportaria Snowden

Tamanho do texto Aa Aa

Proveniente da Rússia, o avião do presidente boliviano Evo Morales foi obrigado a uma escala imprevista em Viena, na Áustria, depois de correrem rumores de que o informático norte-americano Edward Snowden, procurado pelos Estados Unidos, se encontrava a bordo.

Apesar da informação ser desmentida pela Bolívia, Portugal recusou uma escala técnica do avião presidencial e a França impediu mesmo que sobrevoasse o seu espaço aéreo.

Snowden pediu asilo a duas dezenas de países.

Apesar de não ter emitido uma decisão oficial, o presidente venezuelano manifestou o seu apoio, perguntando se “um jovem de 29 anos é suficientemente corajoso para dizer a verdade sobre a espionagem realizada pelos Estados Unidos e o seu plano para controlar o mundo, quem deve protegê-lo?”.

Washington diz ter “boas esperanças” de que Snowden, refugiado no principal aeroporto de Moscovo, seja entregue aos Estados Unidos, depois de vários países terem recusado dar-lhe asilo.