Última hora

Em leitura:

EUA: Medidas de segurança reforçadas para as celebrações do '4 de Julho'


mundo

EUA: Medidas de segurança reforçadas para as celebrações do '4 de Julho'

Independência é muitas vezes sinónimo de liberdade, pelo menos em parte. Por este motivo, nada de mais conveniente do que reabrir ao público a Estátua da Liberdade no Dia da Independência dos Estados Unidos.

Com as inundações provocadas pelo furacão Sandy na Liberty Island, a simbólica estátua norte-americana estava inacessível, razão pela qual o presidente da câmara de Nova Iorque, Michael Bloomberg, decidiu presidir às cerimónias do 4 de julho no local.

“A Senhora Liberdade, cuja mensagem de boas-vindas é ‘a todos os que anseiam por respirar liberdade’, parece-me que neste dia 4 de julho está no coração do que a América é de verdade. É uma oportunidade para relembrarmos que temos muita sorte – nós, os nossos pais, avós, bisavós – em vivermos aqui e termos todas as oportunidades que o melhor país do mundo nos dá.”

Não só em Liberty Island, mas também em Nova Iorque, Boston, Washington, Atlanta e muitas outras cidades do país, as medidas de segurança foram reforçadas. Trata-se das primeiras celebrações a nível nacional desde os atentados de Boston do dia 15 de abril.

Os muitos agentes de polícia responsáveis pela segurança das diferentes paradas, piqueniques e espetáculos de fogo-de-artifício foram equipados com detetores de produtos químicos, scanners de radiações e câmaras de vigilância portáteis.

  • Independence Day 2013, New York

    Anadolu agency

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Sarkozy demite-se do Conselho constitucional por causa do chumbo às contas da sua campanha presidencial