Última hora

Última hora

Karl, o Kaiser da Alta Costura

Em leitura:

Karl, o Kaiser da Alta Costura

Tamanho do texto Aa Aa

O “kaiser” da moda Karl Lagerfeld apresentou o espetáculo da Chanel no Grand Palais. Um desfile aguardadíssimo na semana da alta costura em Paris, com as maiores celebridades a conseguirem o bilhete dourado para o desfile.

Kristen Stewart: “Estou muito entusiasmada com o desfile sim, nunca fui a um desfile da Chanel”.

Karl Lagerfeld: “É entre o ontem e o hoje ou o amanhã. Ontem e amanhã. Estamos no meio. E o bom é que a moda tem a grande oportunidade de poder ir do velho mundo para o novo mundo, o que não é o caso para muitas outras coisas.”

Lagerfeld revelou a sua versão brilhante do futuro, com o público sentado em cadeiras de madeira antigas. A Chanel é talvez a marca mais reconhecida em França, com uma clientela extremamente leal em todo o mundo.

Giorgio Armani apelidou a sua coleção de alta costura de “Nude”, com tons pérola de amarelo, rosa e bege a definir o tom no Teatro Nacional de Chaillot. Usou organzas e rendas da cor da pele que pareciam fundir-se nas modelos. Fez desfilar calças de pregas soltas e uma silhueta marcante dos anos 30.

Stephane Rolland exibiu a coleção no Club de Ténis de Paris, inspirada no bailarino de Flamenco Rafael Amargo.

Stephane Rolland: “Desta vez, estamos em Espanha, século 17, Velazquez. Pode ver-se o tribunal, a Corte Real naquele momento. Foi extremamente rigorosa com muita austeridade. E eu queria fazer algo superchic, elegante, mas extremamente gráfico.”

Os 33 visuais de Rolland tinham algumas características pouco comuns, como vinil, vidro, plástico e cintos de vidro ótico com efeito de espelho. Mas o centro das atenções foi o bailarino de flamenco espanhol Rafael Amargo a interagir com as modelos.