Última hora

Última hora

Ver o mundo com os óculos da Google

Em leitura:

Ver o mundo com os óculos da Google

Tamanho do texto Aa Aa

Serão muito à frente ou o próximo essencial dos aficionados da tecnologia? Nos Estados Unidos muita gente comprou os Google Glass. O dispositivo permite falar e enviar mensagens, sem o incomodo de usar o smartphone, é possível filmar, tirar fotos, obter direções e muito mais.

Christophe Moser: “É um par de óculos de realidade aumentada com dois componentes principais. Um é um filme holográfico, que é colocado nos óculos, o outro é o projetor que existe e que está ligado por cabos. Depois por wifi a um computador que projeta uma imagem no filme e que se reflete na retina. Então, o que eu vejo é o campo real de visão. Vejo o Olive a lutar contra o capitão”.

Em Lausanne, assim como outros laboratórios, a realidade aumentada está bem desenvolvida. Por isso, os investigadores estão a trabalhar para tornar os componentes menores e alargar o campo de visão.

Os óculos chineses Baidu devem ser semelhantes aos da Google e permanecem as mesmas preocupações.

Preocupações sobre a privacidade, por ter sido filmado sem saber, sobre dados privados a serem recolhidos consciente ou inconscientemente, sobre o software de reconhecimento de rosto e aí fora.

O grupo ativista britânico “Stop the Cyborgs” está a fazer uma campanha a favor de controles rígidos em torno do projeto Google Glass.

Enquanto isso, a alegação do Google é que não vai ser necessário alterar a sua política de privacidade. De qualquer forma, o novo produto teve um impacto mundial.