Última hora

Última hora

Egito fecha a única passagem para Gaza

Em leitura:

Egito fecha a única passagem para Gaza

Tamanho do texto Aa Aa

Instabilidade político-militar no Egito extravasa para a Faixa de Gaza.

O novo poder egípcio decidiu fechar a fronteira de Rafah, única saída da Faixa de Gaza, não controlada por Israel.

Fontes egípcias disseram à France Press que a medida foi tomada, depois de um ataque às suas forças militares, estacionadas na Península do Sinai.

O ataque aconteceu esta sexta-feira.

O encerramento do ponto de passagem é um problema para muitos palestinianos, que dividem as suas vidas, pelos dois lados da fronteira. Uma injustiça, como diz um habitante de Gaza:

“Espero que as pessoas não sejam culpabilizadas por todos os problemas políticos que existem dentro do Egito. Esta é a única saída de Gaza. Eles sabem que nós vamos para o Egito e voltamos, sem causar quaisquer problemas. Nós não devemos pagar o preço pelo que está a acontecer lá”.

A Faixa de Gaza continua isolada, pelo bloqueio imposto por Israel. Agora, taparam a única saída do território, governado pelo Hamas.

Mokymar Abu Saada, analista político, diz que o Hamas também vai ser afetado, por esta medida. A queda de Morsi foi o fim de um aliado do Hamas:

“O Hamas será afetado negativamente por estes desenvolvimentos políticos no Egito. O Hamas faz parte da Irmandade Muçulmana e tinha uma relação muito forte e de cooperação, com a Irmandade Muçulmana e com o dr. Morsi, como se viu no ano passado”.

Nova alteração na correlação de forças na região. O encerramento da fronteira de Rafah acaba por reforçar o bloqueio à Faixa de Gaza, imposto por Israel.

E isso não é bom, para o Hamas, com enormes problemas de logística.