Última hora

Última hora

Eurogrupo pode dividir próxima fatia de ajuda à Grécia

Em leitura:

Eurogrupo pode dividir próxima fatia de ajuda à Grécia

Tamanho do texto Aa Aa

Os atrasos na reforma da função pública podem levar o Eurogrupo a dividir a próxima tranche ajuda de 8,1 mil milhões de euros à Grécia. A possibilidade é avançada por Olli Renh, comissário Europeu para os Assuntos Económicos.

Os ministros das Finanças da zona euro reúnem-se segunda-feira e tudo vai depender do que acontecerá até lá em Atenas. As discussões do governo com a “troika” avançam lentamente.

A Grécia atrasou-se com a reforma da função pública e, sobretudo, com a lista de 12 500 funcionários que irão para o programa de mobilidade. Três mil e quinhentos serão polícias municipais, que consideram já terem sido despedidos e que decidiram fazer ouvir o seu descontentamento à porta do ministério da Reforma Administrativa.

O presidente do sindicato da Função Pública, Themis Balasopoulos, defende: “Adormecemos como funcionários municipais e acordamos desempregados. Esta é a lógica da ‘troika’ e do governo – a morte súbita dos trabalhadores. Só porque não conseguem endireitar os números arrastam famílias para a pobreza e os trabalhadores para o desemprego”.

Os despedimentos na função pública são a questão mais polémica, quando a Grécia vive o sexto ano de recessão e tem um desemprego recorde.

A eventual divisão da próxima fatia de ajuda será um revés. Atenas terá de pagar 2,2 mil milhões de euros, em agosto, em títulos que chegam à maturidade.