Última hora

Última hora

Presidência egípcia não confirma que ElBaradei será primeiro-ministro

Em leitura:

Presidência egípcia não confirma que ElBaradei será primeiro-ministro

Tamanho do texto Aa Aa

O processo de transição no Egito conheceu um percalço este sábado. Primeiro, foi anunciado que o antigo Nobel da Paz Mohamed ElBaradei seria nomeado primeiro-ministro. Mais tarde, a informação foi desmentida.

O porta-voz do presidente interino Ali Mansour explicou as qualidades que o novo chefe de governo tem que ter: “Estamos numa fase em que não podemos ceder a chantagens ou pressões, por isso a escolha tem de ser feita com base no profissionalismo, porque este vai ser um governo de crise, capaz de ultrapassar as atuais circunstâncias”.

O Cairo está ainda a refazer-se dos graves incidentes de sexta-feira, em que morreram mais de trinta pessoas em confrontos entre apoiantes e opositores do presidente deposto Mohamed Morsi.

Os apelos, agora, são à união: “As manifestações devem ser feitas sem violência. Todos sabemos que Morsi foi eleito com 51% dos votos e 48% do eleitorado esteve contra ele. As mudanças têm de ser feitas tendo isso em conta. De outra maneira, o país nunca melhora.

Ali Mansour estendeu a mão à Irmandade Muçulmana, partido do presidente deposto. Disse que o partido é livre de concorrer às próximas eleições.

Tanto a Irmandade Muçulmana como o partido salafista Al Nour mostraram-se contra uma eventual nomeação de ElBaradei para a chefia do governo.