Última hora

Última hora

Bolíva pensa que Washington tentou intimidar Morales

Em leitura:

Bolíva pensa que Washington tentou intimidar Morales

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de tabalhadores bolivianos protestaram em La Paz contra os Estados Unidos e os quatro países europeus que forçaram o desvio do avião do presidente Evo Morales para Viena na semana passada.

O protesto surge após o governo boliviano ter exigido que os embaixadores da França, Espanha, Portugal e Itália, revelassem a fonte que confirmava a presença do antigo agente secreto Eduard Sonwdem no vôo de Morales proveniente de Moscovo.

“Queremos que nos venham explicar porque que é que os Estados Unidos haviam dado a ordem, haviam pressionado os países a realizar este veto sob falsas alegações e sob o falso argumento, que esse avião transportava Sr. Snowden.”

Bolívia diz que os quatro países proibiram o avião de Morales de atravessar o seu espaço aéreo por terem recebido a informação dos serviços secretos de que transportavam Snowden para a Bolívia em desafio a Washington, que quer julgar o fugitivo por acusações de espionagem.

O governo boliviano acredita que os Estados Unidos sabiam que Snowden não estava no avião de Morales e simplesmente queria intimidar o presidente.