Última hora

Última hora

Grécia: funcionários públicos contra plano de despedimentos acordado com a Troika

Em leitura:

Grécia: funcionários públicos contra plano de despedimentos acordado com a Troika

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de funcionários públicos gregos voltaram a desfilar, esta tarde, nas ruas de Atenas, contra as medidas de austeridade exigidas pela ‘troika’.

Em causa está o polémico plano de mobilidade laboral anunciado pelo governo e que implica a redução de 25% do salário de 12.500 empregados do estado nos próximos oito meses, antes de um eventual despedimento.

Os principais visados pela medida desfilaram na capital, entre professores primários, polícias municipais e funcionários camarários.

O protesto ocorre num momento em que o governo se comprometeu a despedir 4 mil trabalhadores públicos até ao final do ano e quando vários responsáveis municipais – como o presidente da câmara de Salónica – ameaçam demitir-se em protesto contra as medidas.

A manifestação coincide com uma paralisação de 24 horas convocada pelos principais sindicatos do setor, no mesmo dia em que a ‘troika’ anunciou ter chegado a um acordo com o governo grego para desbloquear a próxima tranche do segundo plano de resgate. Um entendimento que inclui o contestado plano de mobilidade laboral assim como o objetivo anual de redução do pessoal da função pública.