Última hora

Última hora

Atentado num bairro do Hezbollah em Beirute faz mais de 50 feridos

Em leitura:

Atentado num bairro do Hezbollah em Beirute faz mais de 50 feridos

Tamanho do texto Aa Aa

Uma explosão esta manhã em Beirute fez mais de meia centenas de feridos. De momento, não há registo de vítimas mortais, adiantaram as forças de segurança libanesas.

Segundo as informações disponíveis, um carro armadilhado explodiu num parque de estacionamento num bairro da zona sul de Beirute, conhecido por ser um feudo do Hezbollah na capital libanesa.

Nas últimas semanas, multiplicaram-se as ameaças de atentados por parte dos rebeldes sírios, por causa do apoio que o presidente Bashar al-Assad recebe do Hezbollah no Líbano.

O ministro do Interior libanês ficou chocado com o que viu no local da explosão. Marwan Charbel disse desconhecer “o objetivo” exato do atentado, mostrando-se convencido de que se tratou de uma ação que procura “criar conflitos sectários no Líbano entre sunitas e xiitas”.

O Hezbollah alinhou pelo mesmo diapasão e denunciou o ataque como “o trabalho de agentes que querem criar conflitos no Líbano”.

Já o partido da Mudança e da Reforma, aliado do movimento fundamentalista islâmico afirmou que foi um ataque “cobarde”, executado pelo “inimigo” que “tenta cobardemente levar aquilo que não conseguiu durante as guerras”, insinuando que Israel estaria por detrás da explosão.

Telavive já reagiu pela voz do ministro da Defesa. De visita a uma base militar no sul de Israel, Moshe Yaalon considerou que “a guerra civil na Síria transbordou há muito para o Líbano por causa do envolvimento do Hezbollah” no conflito. “É, essencialmente, uma luta entre xiitas e sunitas, também no Líbano”, afirmou, garantindo que Israel não está a “tratar nem a intervir” na questão.

O atentado desta manhã na capital libanesa ainda não foi reivindicado. É o segundo ataque este ano na área xiita do sul de Beirute.

  • Lebanon: Beirut bomb blast

    Anadolu agency 09/07/2013