Última hora

Última hora

Egito: oposição laica rejeita plano de transição após nomeação de novo primeiro-ministro

Em leitura:

Egito: oposição laica rejeita plano de transição após nomeação de novo primeiro-ministro

Tamanho do texto Aa Aa

A principal coligação da oposição laica no Egito rejeitou o plano de transição que prevê poderes alargados para o presidente interino e eleições no prazo de seis meses.

O anúncio foi feito depois do economista Hazem Beblawi ser nomeado primeiro-ministro e da indicação do Nobel da Paz Mohammed El-Baradei como vice-presidente, encarregue das relações internacionais.

A Frente de Salvação Nacional – que era dirigida por El-Baradei – rejeitou o plano de transição por não ter sido consultada para a sua elaboração.

Numa tentativa de reconciliação com os islamitas, a presidência anunciou que vai “oferecer postos no governo ao Partido da Liberdade e Justiça”, braço político da Irmandade Muçulmana.

A Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos anunciaram entretanto uma ajuda de 8 mil milhões de dólares ao novo poder egípcio.