Última hora

Última hora

Advogado de Magnitsky vai pedir recurso de condenação póstuma

Em leitura:

Advogado de Magnitsky vai pedir recurso de condenação póstuma

Tamanho do texto Aa Aa

A justiça russa condenou, a título póstumo, o antigo advogado Sergei Magnitsky. O homem que denunciou um dos maiores escândalos de fuga ao fisco por parte de altos responsáveis do país, foi por sua vez condenado por evasão fiscal num processo considerado político.

Magnitsky tinha falecido na prisão há quatro anos, quando aguardava julgamento, na sequência de maus tratos e falta de assistência médica.

A justiça condenou igualmente a nove anos de prisão o britânico William Browder, diretor do fundo de investimentos Hermitage Capital, para o qual trabalhava Magnitsky.

A condenação à revelia de Browder não deverá ter efeitos práticos, uma vez que se encontra no Reino Unido e a Interpol rejeitou emitir um mandado de captura em seu nome, sublinhando as motivações políticas do processo.

O advogado de Magnitsky, que recusou participar no processo por considerá-lo uma “farsa”, afirmou que vai pedir recurso da sentença.

Mas para o procurador russo, Mikhail Reznichenko, “o caso Magnitsky está definitivamente encerrado depois de esta decisão do tribunal e uma vez que os juízes rejeitaram o pedido dos familiares para que o condenado seja reabilitado”.

Tanto Magnitsky como Browder tinham denunciado a corrupção no setor público russo, em especial uma evasão fiscal multimilionária em 2008, por parte de responsáveis da polícia e do governo.