Última hora

Última hora

Atentado de Boston: Djokhar Tsarnaev declara-se "inocente" de 7 dos 30 crimes de que é acusado

Em leitura:

Atentado de Boston: Djokhar Tsarnaev declara-se "inocente" de 7 dos 30 crimes de que é acusado

Tamanho do texto Aa Aa

Durou 7 minutos, a primeira audiência do alegado autor dos atentados de Boston. Djokhar Tsarnaev declarou-se “inocente” de apenas 7 dos 30 crimes de que é acusado, 19 dos quais são passíveis de pena de morte.

No processo do jovem de 19 anos e de origem chechena, a acusação conta chamar à barra entre 80 e 100 testemunhas. O processo deverá durar cerca de quatro meses e a próxima audiência está prevista para o dia 23 de setembro. A esta primeira, assistiram sobreviventes e familiares das vítimas.

“Toda a gente quer saber porquê. Porquê? Porque é que alguém haveria de fazer uma coisa destas? Magoar tanta gente que teve as suas vidas mudadas para sempre. As pessoas ainda sofrem. Isto foi uma tragédia terrível”, comenta uma senhora.

Mas Djokhar Tsarnaev também tem defensores. Uma jovem explica: “Ele já foi condenado pelos media e pela opinião pública. Foram ditas tantas coisas más que já ninguém o vê como uma pessoa. É apenas um terrorista que fez mal a imensa gente. É tudo o que as pessoas ouvem.”

O atentado de 15 de abril, durante a Maratona de Boston, fez 3 mortos e 264 feridos; 15 vítimas tiveram de ser amputadas de uma ou das duas pernas.

Naturalizado norte-americano no ano passado, Djokhar Tsarnaev e o seu irmão mais velho, que viviam em Boston há 10 anos, foram acusados de terem preparado e deflagrado duas bombas artesanais. O irmão faleceu após um confronto com a polícia.