Última hora

Última hora

Bósnia sepultou mais 409 vítimas do massacre de Srebrenica

Em leitura:

Bósnia sepultou mais 409 vítimas do massacre de Srebrenica

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de muçulmanos da Bósnia participaram, esta quinta-feira, na cerimónia dos funerais das vítimas do massacre de Srebrenica.

18 anos após o massacre, mais 409 vítimas foram identificadas e o que resta dos seus corpos é agora colocado dignamente em sepulturas individuais.

Uma enorme provação para as famílias:

“Telefonaram-nos a dizer que só tinham encontrado alguns ossos e perguntaram se queríamos que os sepultassem. Nós dissémos que sim. Quero poder fazer alguma coisa por eles antes de morrer. Não sei que mais posso fazer”, afirma uma mulher.

Outra, desabafa: “Por um lado, é mais fácil saber onde estão e poder vir aqui, mas por outro lado, é muito difícil. Mas o coração terá aguentar tudo o que fôr preciso suportar”.

Na quarta-feira à noite já estavam reunidas em Potocari, próximo de Srebrenica, cerca de seis mil pessoas, que percorreram a pé, em sentido inverso, o caminho da floresta que fizeram os homens em fuga há 18 anos.

A 11 de julho de 1995, alguns meses antes do fim do conflito, as tropas sérvias da Bósnia tomaram conta de Srebrenica, o enclave muçulmano que a ONU tinha proclamado “zona protegida” em 1993.

Uma zona onde, em poucos dias, oito mil homens e rapazes muçulmanos foram selvaticamente abatidos.