Última hora

Última hora

Greenpeace "ocupa" céus de Londres contra exploração petrolífera no Ártico

Em leitura:

Greenpeace "ocupa" céus de Londres contra exploração petrolífera no Ártico

Greenpeace "ocupa" céus de Londres contra exploração petrolífera no Ártico
Tamanho do texto Aa Aa

Uma escalada em forma de protesto contra a prospeção de petróleo no Ártico. Seis mulheres, militantes da associação ecologista Greenpeace escalaram o edifício mais alto da Europa, o Shard, em Londres, para hastear um cartaz a 310 metros de altura, frente aos escritórios da petrolífera Shell.

Uma forma de alertar para as operações da companhia nas regiões do Ártico, nomeadamente no Alaska e na Rússia, iniciadas no ano passado e entretanto suspensas ainda que temporariamente.

Consequência do aquecimento global, o degelo do Ártico promove nos últimos tempos uma verdadeira corrida aos recursos de petróleo e gás natural na região, ameaçando um dos últimos santuários naturais do planeta.