Última hora

Última hora

Salvar Portugal de um governo "em decomposição"

Em leitura:

Salvar Portugal de um governo "em decomposição"

Tamanho do texto Aa Aa

O estado da Nação portuguesa não é o melhor mas Pedro Passos Coelho está disposto a avançar para o “compromisso de salvação nacional” pedido por Cavaco Silva.

Perante o Parlamento, na discussão sobre o estado da Nação, o primeiro-ministro manifestou-se favorável a um acordo entre a coligação PSD/CDS-PP e a oposição socialista. O objetivo principal é cumprir dentro dos prazos, isto é, até junho de 2014, os compromissos económicos assumidos perante a troika.

António José Seguro, por seu lado, diz-se disposto a discutir “com todos os partidos” mas recusou limitar o diálogo ao eixo governo-socialistas. O líder da oposição foi mesmo mais longe e recusando igualmente participar num governo que considera em “decomposição” – referindo-se às recentes demissões no seio do executivo. Uma instabilidade à qual os mercados já reagiram, penalizando os juros da dívida soberana.